Maratonista intensifica treino para correr no Saara e faz palestra em São José

Com a experiência de duas maratonas no Atacama, Antonio Augusto Almeida reforça o preparo para a disputa no Marrocos; neste final de semana, ele participa de corrida em São Paulo e ministra palestra em São José dos Campos

Ainda faltam seis meses para a maratona do Saara, o maior deserto do mundo. Serão 42 quilômetros pelas dunas de Erg Chebbi, no Marrocos, mas o administrador de empresas, palestrante e maratonista Antonio Augusto Almeida, que já correu duas vezes no Atacama, já está intensificando seu treino. Como parte da estratégia para chegar à final da maratona em novembro, além de treinos diários na academia e pelas ruas de Olímpia, onde mora atualmente, ele tem disputado ao menos uma prova longa por mês. Neste domingo, dia 4 de junho, ele correrá 21 km da ASICS Golden Run, em São Paulo. E, no dia anterior, às 13h30, ele ministra a palestra “Do desafio à vitória – O caminho para vencer todas as provas” na 9ª Exposição Teenager de Universidades e Profissões no Vale do Paraíba, que é realizada no Colégio Anglo Cassiano Ricardo, em São José dos Campos.

Augusto, como é conhecido, afirma que precisa intensificar de verdade os treinos para o Saara. E ele tem fôlego. Além das duas corridas, no sábado ainda dará a palestra “Do Desafio à Vitória – o caminho para vencer todas as provas”, na 10.ª Exposição Teenager de Universidade e Profissões, em Campinas. Idealizador do projeto Eu Sou da Corrida, que incentiva a prática de atividade física como ferramenta de transformação, motivação e superação, ele vai compartilhar com os estudantes sua experiência de vida, suas emoções, desafios e vitórias. Isso porque a vida de Augusto é um exemplo de superação. Há 10 anos, ele era obeso e já apresentava alguns problemas de saúde. Mas um dia, após passar mal e ir parar no hospital, decidiu que era a hora. Iria virar o jogo! Com garra, passou a fazer atividade física regularmente.

À medida que perdia peso, começou a correr. Cada vez mais determinado e focado, vieram as primeiras provas, sempre se superando e conciliando o atletismo ao trabalho na área de eventos, turismo e entretenimento. Hoje, com 47 anos, é um atleta com mais de 230 provas no currículo, incluindo 12 maratonas e uma ultramaratona, e também palestrante do projeto Eu Sou da Corrida, que incentiva a prática da atividade física. “A corrida pode mudar vidas. Pode transformar vidas! Aconteceu comigo e é o meu exemplo de vida que levo para as palestras. Os benefícios não são apenas para a saúde física. Eles refletem positivamente na vida pessoal, social e também profissional”, afirma. “Para ser maratonista é preciso garra, dedicação, disciplina, força de vontade e planejamento estratégico. São habilidades necessárias para vencer os desafios da vida”, completa.

Em Olímpia, onde é gerente de marketing de um complexo turístico, Augusto encontra tempo para treinar todos os dias. Motivadíssimo e com toda a estrutura necessária para disputar uma prova deste porte, que inclui preparador físico, nutricionista, fisiologista, médico ortopedista e fisioterapeuta, ele está se preparando para a maratona do Saara já sabendo que vai encontrar muitas condições adversas. Lá, as temperaturas podem chegar a 50°C durante o dia e -5°C à noite. Mas com a experiência de ter corrido duas vezes a maratona do Atacama, o deserto mais seco do mundo, ele está confiante em conseguir finalizar a prova e obter um bom resultado na sua categoria.

Matéria Jornal Joseense

31 de maio de 2017